A criança não deve trabalhar / A criança é quem deve dar trabalho!

Foto feita por Janela Estúdio durante a nossa apresentação no Festival Conte Outra Vez - 2014

Criança é feita pra brincar! Essa foto linda foi feita pelo Janela Estúdio durante a nossa apresentação no Festival Conte Outra Vez – 2014, no Teatro do IMIP, em Recife-PE.

A poesia popular é mesmo um encanto! Quem sabe o que é mote? O mote está para a poesia popular como o refrão está para a música. São versos que se repetem a cada estrofe. Inspirada na música “Criança Não Trabalha” do grupo Palavra Cantada (Letra de Arnaldo Antunes e Paulo Tatit) criei o mote: A criança não deve trabalhar /A criança é quem deve dar trabalho! e glosei* algumas décimas** em versos decassílabos***

 

Eu acordo bem cedo pra escola
Tomo banho com muito contragosto
Mas até despertava bem disposto
Se dissessem que é para jogar bola
Minha mãe já resmunga “não enrola!”
E na cama espreguiço, me espalho
No lençol me aninho, me agasalho
O meu pai diz “tu vai te atrasar!”
A criança não deve trabalhar
A criança é quem deve dar trabalho!

Eu adoro brincar com melequeria
Misturar o sabão com água e terra
Depois disso fazer a maior guerra
Molhar os meus amigos com mangueira
Cozinhar só se for de brincadeira
De mentira um cuscuz com queijo coalho
Minha sopa não leva sal nem alho
Mas tem tudo que eu possa misturar
A criança não deve trabalhar
A criança é quem deve dar trabalho!

Gosto de imaginar que estou no mar
Quando sento e balanço lá na rede
Ja pintei com o giz toda a parede
Mas não faço mais pra ninguém brigar
Travessuras eu gosto de aprontar
Dessa arte eu entendo e nunca falho
Já menti mas eu sempre me atrapalho
É melhor a verdade revelar
A criança não deve trabalhar
A criança é quem deve dar trabalho!

Faço birra se é pra tomar remédio
É tão chato ficar aqui deitada
Então tomo para ficar curada
E assim acabar com esse tédio
Vou brincar com as crianças do meu prédio
Mas na hora do banho eu pego atalho
E pra que tomar banho? logo ralho
Porque tenho que parar pra jantar?
A criança não deve trabalhar
A criança é quem deve dar trabalho!

Minhas roupas só vivem no varal
Elas sujam com tal facilidade
Acho que são roupas sem qualidade…
Só por causa da lama no quintal?
Minha calça rasgou lá no final
Minha avó remendou com um retalho
Fui pra escola igual a espantalho
Com um peido ela pode se furar
A criança não deve trabalhar
A criança é quem deve dar trabalho!

 

*glosa: estilo da poesia popular nordestina no qual os poetas (principalmente cantadores) desafiados respondem a um mote criando uma ou mais décimas;

**décimas: estrofes de 10 versos;

*** decassílabos: versos com 10 sílabas poéticas;

 

pra quem não conhece a música que inspirou a poesia… lá vai:

Anúncios

Sobre Mariane Bigio

Poeta e Videasta. Eu faço versos como quem chora, ama, brinca, ri.... Eu faço versos como que vive.
Esse post foi publicado em Poemeu - Cordel, Poemeu - Infantil e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s