poemas concêntricos

mandala insta mari

 

 

A Mandala é um poema concêntrico. E nem por isso deixa de ser excêntrica. Uma história é contada a partir de um centro, de um miolo, o olho do furacão das ideias e das cores. E das possibilidades. É ‘con’ porque começa a partir desse umbigo profundo, e ‘ex’ porque se expande e centrifuga sua beleza através das linhas e formas que expõe. A Mandala é um percorrer de olhos de dentro pra fora, e é por isso mesmo que nos desnuda. Interagir com Mandalas é como atirar uma pedra no rio e vê-lo desdobrar-se em mar, as ondas que se formam a partir do mergulho da pedra. A Mandala é o próprio rio, e o mar em que nos transformamos ao predispor a mente e alma para a poesia.

 

Conheçam o projeto feito especialmente para crianças (de 0 a 100 anos!): Mandalas de Versos, para ler e colorir!!!

 

Anúncios

Sobre Mariane Bigio

Poeta e Videasta. Eu faço versos como quem chora, ama, brinca, ri.... Eu faço versos como que vive.
Esse post foi publicado em Poemeu - Infantil e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s