Mar és

 

Depois do post sobre minha ida a Piranhas-AL, fiquei com vontade de postar esse poema que escrevi assim que agendei a viagem… Na verdade, comecei a curti-la muito antes dela acontecer… e continuo saboreando essa viagem, essa e tantas outras, sempre que olho uma foto ou leio um texto referente aos lugares que passei.

 

“É que eu sou do tipo que vive as coisas por antecipação.
É bem verdade que sofro antes da dor, mesmo que ela esmaeça antes de se materializar.
Acontece que eu também regozijo antes da hora, e passo dias sorrindo
por uma alegria vindoura.
E se sou o meu próprio contra-ponto, mantenho-me erguida.
E é assim que me denomino feliz. 
A minha plenitude se dá pelo equilíbrio.
E por ter vindo do Mar, remanejo marés.
E por ser filha da Terra, giro em volta do meu centro.
E quanto mais fora, é quando mais sou dentro.”

Anúncios

Sobre Mariane Bigio

Poeta e Videasta. Eu faço versos como quem chora, ama, brinca, ri.... Eu faço versos como que vive.
Esse post foi publicado em Poemeu - Verso livre, Ser e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Mar és

  1. Eliseu Gomes disse:

    Seu texto não apenas descreve as belezas da região, ele ARRASTA para elas…
    Quanto ao Altemar Dutra possivelmente tenha sido a primeira pessoa a se apaixonar pelo belíssimo cenário local.Ele vinha frequentemente,empunhando um violão e, com sua voz, as noites ficavam mais belas…
    Sugeri ao Executivo local erguer uma estátua em homenagem ao grande cantor.
    Cordial abraços,
    Eliseu Gomes
    Aguardamos s

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s