UM PASSEIO ECOLÓGICO PELO RECIFE

Eu convido o leitor

A comigo passear

Pelas ruas da cidade

Das mais belas que hoje há

E aprender sobre a fauna

E a flora do lugar

Alguém pode indagar:

“Fauna? Flora? Como assim?”

Numa tão grande metrópole?

É verdade, creia sim!

Que a natureza existe

Aqui no Recife enfim.

Veja a praia por exemplo

Que beleza de lugar

Aratus, ciris e peixes

Que habitam nesse mar

E também os arrecifes

O tubarão a nadar…

Fora esse tubarão…

Ah! É muito bom curtir

Uma praia, um Solzinho

Mas antes, melhor ouvir:

Tudo isso permanece

Se a gente não poluir!

Não jogar lixo na água

Não jogar lixo n’areia

Coisa de gente educada

Q que não faz coisa feia

…e se vir alguém sujando

Pegue esse cordel e leia!

Podemos continuar?

Adeus à praia então

Vamos agora ao mangue

Que do mar é coração

Muitos bichos vêm aqui

Para a reprodução

Há conchas e caranguejos

Vegetação do alagado

Um lamaçal de riquezas

Muito daqui é tirado

E vai direto pra mesa,

Então merece cuidado!

É preciso sim, zelar!

Nunca, nunca destruir

Quando chagarem aqueles

Que quiserem construir

E aterrar o nosso mangue

Não podemos permitir!

Saindo da lama boa

Os Rios vamos seguir

Às margens do “Cão Sem Plumas”

Sentindo a vida fluir

Vemos no Capibaribe

Um pescador refletir

É dali que ele retira

Seu sustento pra viver…

Ele vai levando a rede,

Traz os peixes pra vender,

E assim, com o dinheiro,

Ele compra o que comer

Sabemos que o rio é vida

Então vamos conservar

Não só o Capibaribe,

Beberibe também, tá?

‘inda muitos por aí

Que não dá para contar!

Afinal, nosso Recife,

A “Veneza Brasileira”

Deve ter seus rios limpos

Sem esgoto, sem sujeira

E assim, bem viveremos

E da melhor das maneiras!

E os parques e as praças,

Você já parou pra ver?

Nesses lugares achamos

Árvores para encher

De sombras a vida quente

Que a gente costuma a ter

E no verde dessas praças

Nós iremos encontrar

Insetos e passarinhos

Que têm asas pra voar

E levam as suas vidas

Sempre a cantarolar

Já que falamos em verde

Você viu o Baobá?

Uma árvore bem grande

Não há como não notar

Lá na praça da república

Que é onde ela está

O Baobá é tombado

Sabe o que quer dizer?

Que existe uma lei

Que o pode proteger

Seria bom se essa lei

Pudesse se estender

Abarcar todo o Recife

E a sua natureza

Protegendo fauna, flora

E mantendo a beleza

Conservar esta cidade

Será nossa certeza

Me despeço dos leitores

A lição já foi passada

Antes quero agradecer

A uma pessoa amada

O querido (tio) Sérgio

Que ajudou nessa jornada

E agora comecemos

A zelar pelo ambiente

Da nossa cidade bela

É bem mais inteligente

Porque se cuidarmos dele

Nós vamos cuidar da gente

Mariane Bigio

A quem interessar possa, a Antologia está à venda =)

Anúncios

Sobre Mariane Bigio

Poeta e Videasta. Eu faço versos como quem chora, ama, brinca, ri.... Eu faço versos como que vive.
Esse post foi publicado em Poemeu - Cordel, Poemeu - Infantil e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s